terça-feira, 31 de março de 2009

: X

É natural, acredito eu, que com o passar do tempo nos tornemos mais exigentes. Exigentes nas relações, nas respostas, nos cuidados...
Hoje, penso em quando eu tinha 10 anos a menos, uma quantidade infinita de amigos loucos por festa a qualquer hora, milhões de possibilidades, nenhuma paciência e todo esgotamento corporal possível...

Hoje, penso eu, estou ‘ficando velha’, se é que podemos igualar maturidade a velhice.

Tomei uma decisão de não me “estuprar” emocionalmente, não mais, pra agradar alguém ou satisfazer algum desejo desenfreado de busca por prazer imediato – seja álcool, drogas, sexo ou rock n’ roll.

Decidi, com as rédeas da minha vida nas mãos e o nariz empinadíssimo, que não me machucaria, não faria nada contra minhas vontades bom-sensuais, não me “estupraria emocionalmente”...
bem, as coisas ás vezes não são tão fáceis e algumas decisões difíceis devem ser tomadas mesmo quando todos os poros do corpo gritam o contrário.

Hoje, pensar em festa me cansa, troco qualquer balada por um café com as amigas, larguei a musculação pra fazer Yoga, estudo dois idiomas, curso e faculdade, leio vários livros por mês e me sinto mais burra a cada dia que passa... tanta informação, tanta coisa pra absorver e eu perdi tanto tempo pensando em futilidades????

OK, uma boa dose de futilidade é bom, considerando que todo mundo fala em BBB e novela indiana, para te manter em contato com o mundo normal e sem graça e te permitir interagir quando estes assuntos são a pauta de uma conversa e não qualquer coisa ligada a física quântica, energia, filosofia,transcendência ou lógica...

Estou naqueles períodos em que eu sinto que meu mundo está girando fora de órbita e eu simplesmente não estou conseguindo me fazer entender... ou estou pensando e falando rápido demais e as pessoas simplesmente não conseguem acompanhar... Está tudo meio desconexo, meio errado demais, meio fora de centro... uma agonia corrosiva, um nó na garganta e uma dor de cabeça persistente...

Não consigo verbalizar o que estou sentindo.
Só sei que a aula de anatomia foi perfeita! =)

Um comentário:

Andreia Ferruginni disse...

Oi Reka,não se preocupe...você não está ficando velha,é maturidade e inteligencia mesmo!concordo com o que você disse...o mundo está mesmo cheio de futilidades e não está produzindo muita coisa que se deva aproveitar não,as pessoas conseguem se apegar a uma novela mais não conseguem se apegar consigo mesmo,isso é triste...as vezes achamos que não estamos no mundo em que deveria-mos está!deveia ter menos bobagens pra gente ser obrigado a conviver né
?bom,mais fazer o que?o negócio é tentar sobreviver a tudo isso.
bom,seu blog ta maravilhoso,to viciada em ler ele...papo cabeça ein moça!
obrigada por comentar o meu.
Beijos