quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Puta, cara...eu odeio bege.
E odeio "meios", "quases", "mornos"... afffe...

Fico de cara com essas coisas... por que no meu mundo cor-de-rosa berrante não existe espaço pra coisas mornas, tons pastel, meia-boca, quase cheio...

Por que eu gosto de coisas exageradas, de cor multicoloridas, de dourado e exagero, de psicodélico, de decorações inebriantes que te deixam meio zonzo...de tempestades, de cheiros fortes e de gostos apimentados.

Porque as pessoas da minha vida são todas picantes, não sem sal. Não tenho amigas sem graça. Minha vida não é sem graça, meu trabalho não é sem graça e eu, definitivamente, não sou sem graça - veja bem, posso ser feia, mas morna, nunca!

Posso não estar no hip da onda, no topo do mundo dos outros, mas no meu mundo, eu sou a rainha soberana dos delírios malucos, dos devaneios lógicos e exageros nada controlados. Porque quando quero falar,eu grito. E se eu falar baixo, bem, vem vento forte por aí.

Eparriê.

Porque coisas mansas me deixam aflita. Aaaaiii que ânsia...fala logo porra!
Aja. Não fique pensando 1000 vezes... Quem pensa não casa e, veja bem (2), eu sou casada pela segunda vez...hehehe

Hoje acordei prolixa e extremamente eloquente. Chata pra caralho, com o cérebro borbulhando. Estou atropelando as palavras porque minha boca não acompanha meus pensamentos.

xoxo


Um comentário:

Dani Martins disse...

perfeito!!!!! tb não gosto de nada q não seja o máximo...